Archive for the ‘TV’ Category


Fotos de Adam Lambert no “The Morning Show” do Canal Global News, Toronto (Canadá) – 22/06

By in julho 3, 2015 • Filed in: Entrevista, Fotos, TV

Quando Adam Lambert esteve em Toronto (Canadá) ele também foi entrevistado no programa “The Morning Show” do Canal Global News. Enquanto não publicamos a entrevista, confira algumas fotos:

Clique nas imagens acima para visualizá-las em tamanho maior e aqui confira mais fotos.

Autoria do Post: Josy Loos
Fontes: GLobal News e @adamlambert_pic

Share/Bookmark


Adam Lambert nos estúdios do ET Canada com Graeme O’Neil, Toronto – 22/06

By in julho 2, 2015 • Filed in: Entrevista, TV, Vídeos

Quando Adam Lambert passou pelos estúdios da ET Canada na última semana (22) para conversar sobre seu novo álbum, Graeme O’Neil fez um Quiz “Original” sobre o American Idol, Glee, Queen, Hair, e as verdadeiras Divas! Confira no vídeo abaixo:

Graeme: Deixei crescer o meu cabelo. Acho que você tem o melhor cabelo da indústria.
Adam: Meu, eu tenho muito cabelo.
Graeme: Qual é o teu segredo?
Adam: Há muitos ali dentro [da cabeça]. Não sei quais são. Muitos produtos.
Graeme: O teu álbum chama-se “The Original High’ e quero fazer um quiz com você sobre outros “originais” na tua carreira. As perguntas não são muito difíceis. Quem foi o American Idol original?
Adam: Kelly Clarkson. Ela é fantástica.
Graeme: Correto. Já trabalharam juntos?
Adam: Não, mas já a conheci e ela é muito simpática. É uma cantora excelente.
Graeme: Você trabalhou no musical Hair em determinada época. Não sei se você sabe esta. Em que ano se deu a primeira produção do musical?
Adam: 1968? Está correto?
Graeme: Está. Há alguma produção que gostaria de fazer parte? Em espetáculos da Broadway ou do gênero?
Adam: Acho que seria interessante fazer algo no Rocky Horror Picture Show. Seria engraçado participar em algo novo.
Graeme: Qual foi a primeira música número um do Queen?
Adam: O primeiro número um foi “Killer Queen”, não foi?
Graeme: Acho que foi “Bohemian Rhapsody”.
Adam: “Killer Queen” saiu primeiro.
Graeme: E chegou a número um?
Adam: Sim.
Graeme: Está bem.
Adam: Não tenho a certeza, posso estar errado.
Graeme: O que é que se esperava fazer com Glee, sem ser o programa de televisão?
Adam: Um filme?
Graeme: Sim, um filme. Vamos continuar. Esta vai ser difícil. Você apresentou o VH1 Divas há uns anos. Quem fez parte do primeiro, em 1998. Eram cinco.
Adam: Whitney [Houston]?
Graeme: Não.
Adam: Mariah [Carey].
Graeme: Sim.
Adam: A Whitney não esteve nesse programa? Celine [Dion], Whitney, Mariah, Shanya Twain e Gloria Stefan.
Graeme: Talvez a Whitney estivesse lá.
Adam: Você se lembra de quando cantaram “Natural Woman” e cada uma cantava uma parte? Não cantava também a Whitney?
Graeme: Última. Você é um grande fã de Penny Dreadful, certo?
Adam: Sim, sou fã dessa série.
Graeme: Josh Hartnett faz parte da série. Que papel de super-herói rejeitou e revelou agora que o fez?
Adam: Super-Homem?
Graeme: Batman. Parabéns pelo teu álbum.
Adam: Obrigado.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Kady Freilitz
Fonte: @ETCanada



Adam Lambert fala sobre “Ghost Town” agindo como um “remédio”

By in julho 1, 2015 • Filed in: Entrevista, TV, Vídeos

A Logo TV entrevistou Adam Lambert alguns dias antes da cerimônia do 2º Trailblazer Honors Anual, realizado em Nova York (EUA) em 25/06, porém transmitido somente no dia 27 em seu canal. Confira o que Adam tinha a falar sobre “Ghost Town”:

Adam: Nesse evento Trailblazer eu estarei cantando meu novo single “Ghost Town”. Definitivamente é como uma volta ao house dos anos 90, mas aparenta um folk pop. Eu estava bem empolgado em escolher essa música como primeiro single e apresentá-la e meu som ao mundo, porque eu senti que era algo novo para mim e novo para as massas também, pois diferentes estilos estão juntos. Também tem a história por trás de “Ghost Town” que eu penso que é algo que todo mundo pode se enquadrar. Esse sentimento de se sentir um pouco perdido, vazio, quando as coisas não funcionam do jeito que você imaginava. Isso pode ser: seus relacionamentos, sua carreira, sua vida. Todos nós temos aquele momento em que ficamos “oh, eu me sinto vazio, me sinto para baixo”. Então uma batida surge, a música vem e é sexy e faz você querer dançar. Eu penso que essa dança pode ser o remédio para que você passe por esse tempo difícil.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Gabriela Macieira
Fonte: NewNowNext



Adam Lambert é entrevistado no “Loose Women”, Londres – 15/06

By in junho 28, 2015 • Filed in: Entrevista, TV, Vídeos

Adam Lambert também fez uma participação especial no programa de televisão do Reino Unido, “Loose Women” em 10/06, mas o programa só foi ao ar na semana seguinte (15). Confira nos vídeos abaixo, como foi a entrevista:

Adam: Prazer em te conhecer.
Apresentadora 1: Estes são os teus Glamberts.
Adam: Que recepção. Obrigado.
Apresentadora 1: Ela está com uma t-shirt tua.
Adam: Prazer em te conhecer. Como é que você se chama?
Fã: Geórgia.
Adam: Geórgia, recompõe-te.
Apresentadora 1: Que reação.
Adam: Ela é tão querida.
Apresentadora 1: Quando você estava no American Idol, há uns sete anos, você pensou em entrar num local e ter as pessoas a gritar o teu nome e a chorar?
Adam: Não. Penso, diariamente, “é esta a minha vida?”. Como é que isto aconteceu? É magnífico. Estou muito agradecido.
Apresentadora 2: Aconteceu porque você é fantástico.
Adam: Obrigado.
Apresentadora 2: Você é um dos artistas mais memoráveis de todos os programas do Idol.
Adam: Você é tão bonita. É real?
Apresentadora 3: O teu casting foi com a “Bohemian Rhapsody”. Eu trabalhei com o Queen, quando estava na BBC, há muitos anos atrás. Pois agora tenho 108 anos. Conheci o Freddie Mercury e o Queen. Quando o Freedie morreu, não consegui pensar em ninguém que pudesse ocupar o lugar dele. Mas aqui está você, a fazê-lo.
Adam: É uma honra. Quem me dera tê-lo conhecido. Das histórias que tenho ouvido, parece ter sido um homem fantástico.
Apresentadora 3: Quando ele morreu, fizeram-lhe um concerto como tributo em Wembley com Bowie e Annie Lennox.
Adam: E com o George Michael também.
Apresentadora 3: É difícil seguir os seus passos.
Adam: É mesmo. Antes de começarmos esta turnê pensei onde é que me ia meter, os fãs vão me comerem vivo, vão odiar isto? Foi difícil arranjar uma forma de equilibrar as coisas. Fazer algo novo, mas, ao mesmo tempo, prestar tributo e manter o respeito para com o Freddie, a sua memória e o seu legado.
Apresentadora 3: Você começou em teatro musical. Começou mesmo muito novo como estrela do musical “Hair”. Quando é que a tua fascinação com o Queen começou?
Adam: Acho que sempre conheci as músicas durante o meu crescimento. Ouviam-se as músicas nos eventos desportivos. Vi o filme “Quanto mais idiota melhor”. Acho que tinha 10 anos e perguntei ao meu pai que música era aquela, pois adorava-a. Era a “Bohemian Rhapsody”. Eles lançaram um álbum e ele começou a educar-me neles. Depois entrei na onda do rock and roll, no início dos meus 20 anos.

Apresentadora 1: Na verdade, você foi o nome mais googlado naquela noite. Estava em casa, a ver o programa, com o meu filho, que tinha 12 anos na época, e ele disse que tínhamos de ir ver este cara. Ele não disse Queen, nem sequer os conhecia e fomos assistir na O2. Foi incrível. Eu acho que você não tentou ultrapassar o Freddie Mercury, foi apenas o Adam lambert. Concordam comigo?
Público: SIM!
Apresentadora 1: E isso também é difícil.
Adam: Senti que se tentasse fazer a imitação iria ser de mau gosto. Não é forma de o fazer. Mas essa é uma linha fina. Você também não quer se afastar muito. São músicas fantásticas, não precisam ser alteradas nem melhoradas.
Apresentadora 1: Há um atrevimento e uma indecência em você que vem ao de cima. Você é um homem de palco, um pouco engraçado.
Apresentadora 3: Outra coisa fantástica é a forma como você lida com a tua sexualidade. Porque, especialmente, na América há muitos artistas e estrelas desportivas que não se teriam assumido. Mas você não. E alcançou tanto sucesso, mesmo isso sendo um problema.
Adam: Tem sido uma jornada interessante. Em geral, tenho-me saído bem. Mas houve momentos, com a mídia ou com certas escolhas que fiz que foram um pouco esfregadas na minha cara, inesperadamente. Tem sido uma aprendizagem.
Apresentadora 1: Foi controverso você ter dito que tinha tido relações com celebridades que sabia não terem saído do armário. Foi perturbante. Quem será? Conta.
Adam: Nem sequer foi isso que disse. O jogo do telefone e da mídia é uma espécie de entretenimento.
Apresentadora 1: Então, você não disse isto?
Adam: Não, exatamente. A manchete tornou-se nisso, o que foi muito divertido. Eu perguntei: “Quem?”. Tenho uma música, o meu single chamado “Ghost Town”, e estava a falar da vida em Hollywood e de ver pessoas a irem atrás dos sonhos, mas depois a ficarem desiludidas e de certas coisas lhe começarem a acontecer. Uma das coisas de que falamos foi da sexualidade e em como muitas pessoas na indústria do entretenimento não podem ser quem eles são na totalidade quando estão a perseguir o sonho. Eu disse que era verdade, que tinha namorado com alguns deste tipo de atores, pessoas que tentam ter sucesso e têm de esconder e criar uma persona falsa, o que deve ser muito difícil. Mas foi apenas aquilo que a adorável mulher a quem dei a entrevista anotou. E tabloides britânicos, decidiram torná-la noutra coisa. O que foi hilariante.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Kady Freilitz
Fontes: @Angel_nDisguise, Adam Lambert TV e Loose Women



Adam Lambert é entrevistado na Fox 11 Angeles – 16/06

By in junho 28, 2015 • Filed in: Entrevista, TV, Vídeos

Há alguns dias atrás (16/06) Adam Lambert também foi entrevistado pela Fox 11 Los Angeles. Confira como foi a entrevista:

Falam um pouco do American Idol e perguntam se a carreira dele teria sido a mesma se não tivesse participado do reality show, e Adam diz que não, e perguntam se irá voltar o próximo ano no programa, e Adam diz que de alguma maneira ou outra gostaria de voltar, pois desde que saiu, ele tem voltado para colaborar, e comentam de quando ele foi jurado e de como foi difícil fazer de novo a audição.

Comentam do Queen e ele diz que foi tudo maravilhoso com eles. Também falam de Glee e se irá fazer outra atuação. Falam também sobre a inequalidade na indústria da música de como tem avançado nos últimos anos e como as pessoas estão mais instruídas nesse assunto. E claro, falam do seu novo álbum, “The Original High” e seu novo som.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Sandra Saez
Fontes: @AdamLambert_INA e Fox 11 Angeles



Maravilhosos vocais isolados de Adam Lambert em “Ghost Town” no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon

By in junho 24, 2015 • Filed in: Performance, TV, Vídeos

Conforme publicamos aqui, Adam Lambert se apresentou no programa The Tonight Show With Jimmy Fallon da rede NBC, no último dia 15, em Nova York (EUA), onde também publicamos um vídeo de sua performance de “Ghost Town”.

Confiram abaixo, um vídeo com as linhas vocais isoladas do restante dos instrumentos, onde então podemos nos emocionar com a voz de Adam de uma maneira única.

Autoria do Post: Graça Vilar
Fontes: @adamlambert_pic e adamlambert_pic/Vimeo



Adam Lambert é entrevistado no Access Hollywood -15/06

By in junho 24, 2015 • Filed in: Entrevista, TV, Vídeos

Adam Lambert apareceu no Access Hollywood na última semana (15). Confira:

O apresentador começa por elogiar “Ghost Town” e informa que esta foi escolhida como “música do verão” pela Billboard. Adam diz que a música fica no ouvido e é isso o que todos os artistas querem. Gosta muito da mensagem da música, pois pode parecer muito divertida, mas tem alguma tristeza contida nela. No fim, conseguiram que “tivesse poesia”, o que fez com que se tornasse muito boa.

Falam sobre a coincidência que foi ter a Madonna com uma música com o mesmo título. No início foi estranho, mas depois as músicas seguiam caminhos completamente diferentes.

O título do álbum, “The Original High”, refere-se àquilo que cada um de nós procura, a sensação que nos faz sentir bem. Termos de voltar atrás e perceber o que é que nos fez sentir daquela forma e se é possível recuperá-la ou não. Para o Adam alguns dos “original high” são estar no palco a atuar, “o primeiro beijo, o primeiro amor, conduzir um carro”. O álbum é também uma retrospectiva dos 15 anos a viver em Hollywood. Reflete algumas das suas experiências e outras dos amigos e de como é muito fácil ter grandes expectativas ao se mudar para uma grande cidade e estas serem imediatamente apagadas. Esta nova era é mais virada para o futuro. A música é mais atual e reflete melhor aquilo que o Adam realmente é. Nos álbuns anteriores esteve mais a explorar as suas influências do rock dos anos 80. Este álbum foi produzido durante dois meses em Estocolmo e finalizado em Los Angeles. Não houve as políticas normais na produção do álbum, este foi produzido de forma mais livre. Este álbum continua a ter a sua assinatura, mas ao crescer como artista percebeu que “não é preciso exibir-me em todas as músicas, mas sim levar as pessoas sentirem algo”. O álbum está mais maduro, mais calmo, intimo. As músicas são muito boas e as pessoas deverão relacionar-se com algumas delas.

Está numa relação com o seu álbum. “The Original High” pediu o Adam em casamento… Se conhecer alguém que o encante será capaz de tentar alguma relação. Mas neste momento não vai acontecer.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Kady Freilitz
Fontes: Adam Lambert TV e Access Hollywood



Adam Lambert responde a perguntas de fãs nos bastidores do Programa “The National Lottery”, Londres – 13/06

By in junho 24, 2015 • Filed in: TV, Twitter, Vídeos

Conforme publicamos aqui anteriormente, Adam Lambert fez uma aparição no programa “The National Lottery” na BBC de Londres, em 13/06. Depois, nos bastidores, Adam também respondeu algumas perguntas que os fãs enviaram para o Twitter oficial do programa. Confira algumas delas:

Adam: Oi pessoal, aqui é Adam e eu vou ler algumas perguntas agora. “O que você gosta do Reino Unido…” Além do belo sol que acontece todos os dias, eu realmente gosto das pessoas aqui, eu gosto da conversa aqui, eu gosto da sagacidade e a ousadia. Acho inteligente.

Adam: Tudo bem pessoal, eu tenho sido desafiado para fazer malabarismos com bolas, eu não sei como fazer malabarismos, mas este é um desafio e eu aceito o desafio, eu acho que eu sou a primeira pessoa a fazer isso então vamos lá… Eu não sei como fazer isso.

Adam: “Quais músicas do “The Original High” você está mais animado para cantar ao vivo?” Todas eles eu acho, as pessoas me perguntam as favoritas do álbum, eu não acho que eu posso escolher uma favorita, porque todas estão no álbum por uma razão, “Ghost Town” vai muito bem agora, essa é legal.

Adam: “Se você fizesse uma festa fabulosa para cinco pessoas vivo ou morto quem você convidaria e por quê?” Freddie Mercury, obviamente, se eu estive em turnê com o Queen, eu adoraria conhecer a pessoa que eu respeito. Elvis, para comparar penteados. James Dean, pra ver se ele era como era no cinema, eu acho que ele provavelmente seria diferente. Michael Jackson, óbvio e Marie Antoniette porque alguém tem que trazer um bolo para esta festa.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Sandra Saez
Fonte: Adam Lambert TV