Archive for the ‘Áudio’ Category


Dan & Maz da Rádio 2DayFM 104.1 da Austrália entrevistam Adam Lambert – 29/05

By in junho 7, 2015 • Filed in: Áudio, Entrevista, Rádio

No final de Maio (29), Adam Lambert foi entrevistado via telefone por Dan & Maz da Rádio 2DayFM 104.1 de Sydney (Austrália). Confira a entrevista abaixo:

Começam por fazer uma pequena apresentação do “The Original High”. Maz começa por lhe perguntar pelo cabelo, Adam responde que está sempre a mudá-lo e que agora “está mais claro do que costuma estar”.

Falam sobre a experiência com o Queen, de como foi inacreditável e dos receios que teve no início. Perguntam-lhe se é verdade que ele e o Queen vão se apresentar em Glastonbury, Adam responde que nem sabe o que isso é e depois de lhe explicarem, ele diz que “não está disponível”, pois tem um álbum para promover.

Trabalhou no álbum durante a turnê do Queen e nele trabalharam pessoas excelentes. Brian May vai tocar guitarra numa das músicas, dando-lhe um “solo de guitarra arrasador”. Vai acrescentar algo “dramático” à música, como “Bohemian Rhapsody”.

Dan fala da cena política do momento na Austrália, onde se debate o casamento gay, pois lá não é possível duas pessoas do mesmo sexo se casarem. Lambert espera “que tomem a decisão certa”, pois “todos têm o direito de serem felizes”. Colocam uma gravação de um excerto de um discurso do primeiro-ministro dizendo que está contra o casamento entre homossexuais.

A ligação telefônica é perturbada e Adam pede desculpa e diz que os “políticos ‘o’ irritam”. A ligação com Adam cai. Começam a gozar com a situação e como que a fazer um prenúncio da sua morte. Em seguida a chamada é recuperada. Brincam dizendo que pensavam que ele estava morto e que o primeiro-ministro tinha sido o culpado. Adam diz que não sabe o que aconteceu. Dizem estar contentes por ele estar bem, acrescentam ainda que gostam muito d “Ghost Town”. Por fim agradecem e despedem-se.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Kady Freilitz
Fontes: Adam Lambert TV, Rádio 2DayFM 104.1 e Adam Lambert Media

Share/Bookmark


Fred e Angi da Rádio 103.5 KISS FM de Chicago entrevistam Adam Lambert – 22/05

By in junho 7, 2015 • Filed in: Áudio, Entrevista, Rádio

Ainda em Maio (22), Adam Lambert foi entrevistado por Fred e Angi Taylor para o programa Fred + Angi In The Morning! da Rádio 103.5 KISS FM de Chicago (IL/EUA). Confira a entrevista abaixo:

Fred: Senhoras e senhores, na 103.5 KISS FM, Adam Lambert!

Adam: Hey! Oi!

Fred: Nós achávamos que você estava vindo aqui semana passada, por algum motivo. Foi totalmente culpa nossa, não da produção. A gente estava preparando as coisas pra você e depois que descobrimos que você vinha nessa semana, não semana passada, e todos os seus fãs ficaram com muita raiva da gente.

Angi: Ai meu Deus! Os glamberts! Eles são malucos por você.

Adam: Não façam isso! Vocês têm que ser legais e respeitosos com os Glamberts.

Fred: Não, eu sei. Nós estávamos super animados, mas nós os decepcionamos e sentimos muito por ter feito isso! Mas aqui estamos nós, temos você agora, estamos muito felizes de te dar as boas-vindas a Chicago

Adam: Alívio! Ele está finalmente aqui!

Fred: Sim, alívio! E eu não sei como dizer isso, mas você está muito bonito. Definitivamente você se produziu bastante para vir para a rádio, o que você não precisava ter feito.

Angi: Você está tão gato!

Adam: Eu não me produzi para vir para a rádio! Eu só acordei, penteei meu cabelo, coloquei uma roupa e aqui estou.

Angi: Como você consegue?

Adam: Yoga! É a yoga! Tira sua mente daquela coisa toda.

Angi: Estamos com o mesmo penteado, o Adam e eu. Exatamente o mesmo penteado.

Fred: Está bem parecido mesmo.

Angi: Mas as mexas do cabelo dele estão bem mais bonitas do que as minhas.

Adam: Do que você está falando?!

Fred: Ai meu Deus, vocês dois… Vocês querem que eu saia? Vocês dois parecem que estão em uma glam… glam… Festa Glam!

Adam: Nós deveríamos glamorizar lá fora depois daqui.

Angi: É! Você já fez maquiagem em um homem? Quero dizer, em outro homem, além de você mesmo?

Adam: Provavelmente no Halloween…

Angi: Eu ia dizer que você deveria provavelmente arranjar um lápis de olho…

Fred: Eu poderia achar um lápis no trabalho! Você poderia fazer alguma coisa bem legal em mim! Eu preciso de ajuda. Aliás, você está olhando pra mim, você sabe disso. Você está olhando pra mim como quem diz… Bem, a comunidade gay não me quer, você sabe né? Eu fui chutado dela! Mas tudo bem.

Angi: Ele é como um urso. Você seria um urso, sabia?

Adam: É mesmo!

Fred: Então alto e relativamente magro com orelhas grandes… Eu acho que isso está na moda?

Adam: Isso está na moda?

Fred: Eu não sei! Eu estou te perguntando!

Adam: Com orelhas grandes seria um elefante, não um urso, não é mesmo?

Angi: Ele te chamou de elefante!

Adam: Eu não entendi! Ele estava sendo todo teórico! Ele estava me perguntando!

Fred: Adam Lambert, muito obrigado por melhorar minha reputação!

Adam: Eu não estou dizendo que eu sou um maquiador de Drag [Queen] ou artístico. Então, sim, você seria um elefante!

Fred: Isso mesmo! Adam Lambert disse que eu sou um elefante! Senhoras, eu espero que todas vocês tenham ouvido isso.

Fred: Bem, você tem se apresentado com o Queen. Você prefere fazer as coisas no grupo ou sozinho? Quero dizer, Queen é legendário…

Adam: Foi incrível, cara. Foi incrível. Foi um ano tão maluco. Eles são caras tão legais e olhar para a audiência quando eu estou cantando essas músicas… Os fãs da banda amam essas músicas! E elas são tão icônicas. As pessoas se incendeiam. É muito excitante!

Angi: As pessoas não poderiam ter pedido por uma pessoa melhor para substituir Freddie Mercury, quero dizer…

Adam: Oh, obrigado. Foi complicado porque eu não queria entrar lá para substituir ele. Eu queria prestar uma homenagem. Foi bem complicado.

Angi: E você é um excelente performer, como ele era, e eu acho que essa é a combinação perfeita, sem falar que sua voz é simplesmente incrível.

Fred: Como é estar lá no palco, cantando aquelas músicas que são lendárias e que você ouviu quando estava crescendo, que provavelmente te influenciaram e foram parte da sua inspiração musical ou algo assim. E agora você é quem é responsável por cantá-las para todas essas pessoas! Deve ser muito doido.

Adam: É muito excitante! É uma honra e foi um desafio também! Essas não são músicas fáceis de se cantar. O Freddie era como uma casa de força, mas agora, com o material solo, é como mudar de cenário, sabe. É outro projeto, é eu estou amando tanto quanto. Sabe, é diferente. E eu acho que com esse álbum, poder escrever meu próprio material… Tenho um pouco mais de conexão pessoal com o ouvinte e eu estou podendo fazer algo que é 100% eu. Então, é uma coisa bem diferente.

Angi: Entendi. No seu novo álbum você trabalhou com Max Martin, né? Ele é incrível!

Adam: Sim, eu sei!

Angi: Ele fez o que? As coisas Britney Spears…

Adam: Pink, Kelly Clarkson…

Angi: Pois é! Todo mundo! Então, como é… Ele fez “Ghost Town” com você também?

Adam: Sim.

Angi: E você gostou de trabalhar com ele?

Adam: Ele é ótimo! E Shellback é o outro produtor executivo e ele fez coisas com Maroon 5, todos os álbuns da Taylor Swift…

Angi: Todo o álbum é nesse mesmo ramo de “Ghost Town”?

Adam: Não, as músicas são todas meio diferentes. Eu acho que o álbum tem um som bem coeso, mas algumas músicas são mais dance, outras são mais pop básico, temos algumas Trap [ver nota].

Angi: Uaau! Trap? Você é a rainha do Trap agora?

Adam: Você poderia dizer isso, com esse álbum.

Fred: Sobre o Idol… Eu sei que você já está de saco cheio de falar sobre isso, alguém me falou isso…

Adam: Não! Quem disse isso?

Fred: Eu não te direi! Mas não é ninguém nessa sala. Foi há 6 anos atrás, 6 temporadas atrás, que seja. Agora eles acabaram de anunciar que esta é a última temporada… E você nem mesmo venceu a competição! Mas… Quem ganhou na sua temporada?

Adam: Kris Allen!

Angi: Quem?!

Fred: Então, você está arrasando! Qual é o segredo… O que você acha que você fez pra se manter relevante, mais do que muita gente que de fato ganhou a competição?

Adam: Sabe, eu acho que é necessário avaliar caso a caso. Não existe uma fórmula secreta. Eu acho que timing é tudo. Eu acho que ética de trabalho é tudo. Sabe, ter a equipe certa com você… São vários fatores.

Angi: Mas você não está meio contente de não ter vencido não? Porque eu sinto que todo mundo que de fato ganhou fala muito sobre ficar preso a vários contratos…

Adam: São todos os mesmos contratos. Não tem diferença.

Fred: Você teve que assinar ele também?

Adam: Sim.

Fred: É engraçado agora, se você olhar para todas essas temporadas… aliás, eu acho que o show tem estado no ar há muito tempo, provavelmente um pouco mais do que deveria… mas voltando ao ponto, se você olhar, você vai ver que muitas pessoas que terminaram bem sucedidas não venceram a competição…

Adam: Certo. Mas se você olhar você vai ver que muitas pessoas bem sucedidas VENCERAM a competição, então é como eu disse, é realmente uma coisa para analisar caso a caso.

Angi: Verdade.

Adam>: Quero dizer… Kelly [Clarkson] e Carrie [Underwood] são as duas maiores participantes da história do programa, e as duas ganharam.

Angi: Sim, mas isso foi nos anos 1800!

Angi: Exato!

Fred: Muita coisa mudou desde então. Já estamos na temporada 47 agora!

Angi: Você fez algumas coisas com a Broadway no passado…

Adam: Sim, eu fiz uma turnê com o “Wicked” muito tempo atrás. Aliás, eu morei aqui em Chicago por 2 meses e meio durante a turnê.

Angi: Sério? Eu não sabia disso!

Adam: Sim!

Angi: Você vai fazer mais coisas pra Broadway no futuro? Você gostava?

Adam: Eu acho que por agora, eu quero me focar na música, talvez até filme, eventualmente. Eu estou certo de que haverá um momento no meu futuro para o teatro de novo, mas não agora.

Angi: É? Como está… Eu vou entrar no campo pessoal agora, mas como está sua vida amorosa? Ou você quer casar comigo e ter gaybes?

Adam: Bom, nós temos o mesmo cabelo agora, então seria uma família completamente narcisista.

Fred: Eles iam nascer parecendo com vocês dois.

Adam: É!

Angi: O que a gente faria o dia todo, provavelmente, seria dizer “nossa você está uma beleza”, “você quem está”, “não, você quem está”, “não, é você!”.

Adam: “É um espelho? O que está acontecendo?”

Fred: “Eu estou pegando eu mesmo”. Isso deve ser tão bizarro!

Angi: Mas então, você está saindo com alguém?

Adam: Não.

Angi: Não?

Adam: Não, eu estou namorando meu álbum. Nós estamos tendo um romance bem apaixonado. Eu amo ele.

Angi: Isso é sexy. Está namorando sua carreira?

Adam: É, exatamente isso.

Fred: Adam, eu estava lendo sobre você quando estava me preparando para a entrevista, porque eu me preparo! Eu sou um jornalista. Eu estou muito bem preparado, fiz muita pesquisa. Mas voltando, honestamente, você está constantemente preso a isso. Você entrou para a história da música como o primeiro artista abertamente gay a fazer isso e o primeiro artista abertamente gay a fazer aquilo… Você nunca tentou esconder sua sexualidade ou quem você é. E tem muito disso acontecendo hoje em dia, com as pessoas se assumindo e tudo o mais. Então, a pergunta é, alguma vez você sentiu medo de fazer isso? De se expor demais e de alguma forma causar danos à sua carreira?

Adam: Eu acho que a coisa mais louca é que eu sou muito aberto sobre qualquer coisa na minha vida. Eu sou um livro aberto. É assim que eu sou. O problema é, quando você é um livro aberto a respeito de tudo, você perde seu controle e sua liberdade de ser quem você quer ser para o público. A mídia e o público pode tirar o que eles quiserem de quem você é e dividir isso e focar em uma coisa ou em outra. Então, eu tenho sido um livro aberto sobre tudo e, no passado, certos ramos da mídia escolhiam se focar em um ponto chave apenas, o fato de eu ser gay. E isso acabou virando uma grande parte do que eu sou para o público.

Angi: Sabe, eu acho que se você é aberto da forma que você é, isso acaba te dando mais poder, porque eu sinto que se você está escondendo algo, se você está dentro do armário, as pessoas mal podem esperar para tirar isso de você e dizer que você é um mentiroso…

Adam: Com certeza tira uma boa quantidade do estresse. Se eu tivesse passado esse tempo todo tentando ser outra pessoa, isso teria sido extremamente estressante.

Fred: Você com certeza conhece caras que estão fazendo isso. Por que você acha que eles fazem isso? É por que eles não estão prontos ou estão com medo de que os fãs não vai aceitar? Porque todos nós conhecemos pessoas que vivem de uma certa maneira mas eles não admitem isso.

Adam: Eu não sei, cara. Você vai ter que perguntar a eles. Eu não sei.

Fred: Eu não consigo acreditar que essa é a forma que alguém quer viver.

Angi: Concordo, é muito estresse.

Fred: Você pode esperar um pouco? Porque eu preciso tocar uma música aqui.

Adam: Ok, tudo bem.

[…]

Fred: Estamos de volta, Adam Lambert está aqui. Temos um recorde hoje, tem cerca de 200 pessoas lá fora, geralmente não passa de 60. Mas quando você diz que Adam Lambert está presente, as pessoas enlouquecem. Vou dizer que você está aqui todo dia. Você quer fazer parte do show?

Adam: Sim, claro.

Angi: Não é como se você tivesse outras coisas pra fazer né?

Adam: Esse é o propósito da minha existência!

Fred: Você não tem nada pra fazer mesmo. É só acordar às 2h da manhã em LA, pegar um avião e vir pra cá todos os dias. Seria ótimo. Mas voltando. Eu ouvi você dizendo que liberou algumas músicas desse seu novo álbum?

Adam: Sim!

Fred: Eu quero saber quando vamos ouvi-las.

Adam: Você vai ao iTunes e compra elas!

Fred: E te paga dinheiro! Não existe nada de dar uma ouvidinha não? Essas são pra você ir lá e gastar?

Adam: Na verdade, não. Eu estou sendo cara de pau mesmo! Mas sério, você pode sempre ir no meu canal do YouTube. As músicas estão lá.

Fred: Eu ainda estou triste porque ninguém te dá bola, então você não conseguir dinheiro. Você não tem fãs, não há nenhum amor por você nas redes sociais, nada. Ninguém vai pagar por essas músicas. Isso deve ser muito triste.

Angi: Até parece.

Fred: “The Original High” será lançado dia 12 de Junho, é nessa data que o álbum vai ser lançado… nós pesquisamos tudo, eu te disse. Angi está aqui mandando a gente manter as coisas no caminho certo. Você sabia que ela passou a última hora e meia passando maquiagem para se preparar para a sua chegada?

Adam: Ela está linda!

Angi: Normalmente eu pareço um trapo velho e uso esse agasalho horroroso, mas hoje é um dia especial.

Adam: Você não está virada desde ontem à noite? Sua maquiagem está de matar! E o que você fará no dia 16 de Junho, quando o álbum sair? Vai fazer alguma coisa especial?

Fred: Ela vai deixar crescer uma barba para ficar exatamente igual a você.

Angi: Eu vou estar ridícula! Eu vou andar lá pra fora com uma tanga com um grande cartaz que diz “ÁLBUM NOVO DO ADAM LAMBERT”.

Adam: Por favor, grave isso e me mande!

Fred: nós teremos isso gravado, não se preocupe. Todo mundo, lembre-se disso. 12 de Junho, é quando isso acontece!

Angi: 12 de Junho?

Adam: 16 de Junho.

Fred: Oh! Parece que Jesse pegou a data errada. Que decepção. Essa é a última vez que eu pego minha informação desse cara.

Fred: Bem, obrigado por vir. Obrigado por tirar um tempinho de Chicago para vir visitar a gente.

Adam: Eu quem agradeço.

Fred: Nós estamos muito felizes de você estar aqui. E muito obrigado por ter aumentado a quantidade de seguidores no meu twitter em pelo menos 1000 pessoas por dia. Eu realmente agradeço isso.

Angi: Você vai entrar em turnê em breve?

Adam: Bem, acho que vamos nos focar agora em divulgar as músicas e o álbum, fazer uma apresentação aqui e outra ali… Provavelmente não acontecerá antes do meio do ano que vem.

Angi: Ok, estarei te stalkeando no twitter.

Fred: Você quer vir algum dia testar suas músicas aqui, para uma pequena audiência?

Adam: Como um círculo na fogueira?

Angi: É, pode ser algo assim. A gente fumaria uma maconha… [risos]

Fred: As pessoas apareceriam e ficariam “é o Adam Lambert quem está aí?” E eu responderia “Não! De jeito nenhum. Não tem nenhum Adam Lambert aqui”.

Adam: Eu poderia me arrumar menos, vir mais casual. Você não se importaria se eu viesse mais casual? Você me reconheceria?

Fred: Não me importo! E eu te reconheceria agora, porque nós somos melhores amigos.

Adam: Então organize o círculo.

Fred: Mas você tem que fazer minha maquiagem antes!

Adam: Verdade!

Fred: Obrigado por ter vindo! Aproveite o resto do seu dia. Está um dia bonito hoje, isso não acontece com muita frequência por aqui.

Angi: Vá comer uma pizza!

Adam: As ruas de Chicago cheiram a pizza!

Fred: Obrigado por ter vindo, Adam Lambert!

NOTA: Trap é um gênero musical que se originou na década de 1990 no sul dos Estados Unidos. É caracterizado por seu conteúdo lírico agressivo e som, que incorpora 808 bumbos sub-baixo, em tempo duplo, em tempo triplo e outros tempos mais rápidos de divisão chimbais, sintetizadores em camadas, e cordas “cinematográficas”. (Wikipédia)

Confira aqui algumas fotos de Adam na rádio neste dia da entrevista.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Mariana Lira Diniz
Fontes: Adam Lambert TV, @AngiTaylorKISS e @RufioRadio



Sveriges Radio de Estocolmo entrevista Adam Lambert – 02/06

By in junho 7, 2015 • Filed in: Áudio, Entrevista, Rádio

Confira a entrevista que Adam Lambert concedeu na Sveriges Radio de Estocolmo (Suécia) na última terça-feira (02):

Adam diz que está feliz de estar de volta em Estocolmo onde começou a trabalhar no álbum. Ele tinha vindo anteriormente no inverno e é sua primeira vez visitando a cidade no verão.

Comentaram sobre sua colaboração com Tove Lo, e ele diz que ela é muito legal e humilde, não atua como uma estrela pop. Ela merece todo o sucesso possível.

Perguntaram se alguma vez ele teve problemas com a voz, e responde que durante a turnê em dias secos fica mais de difícil de cantar, é necessário tomar muita água e ter um umidificador no quarto.

Ela pergunta se Adam gosta de brincos porque no vídeo de “Ghost Town” usou três diferentes, e ele confirma, e ainda complementa que gosta de qualquer acessório em geral.

Continua perguntando se é ele quem assovia na canção, e ele diz que não, foi outra pessoa quem gravou o assovio.

Falaram um pouco de astrologia, e seus signos, o que acha muito interessante.

Falou um pouco de Queen, que foi uma honra, e que nunca quis competir com a memória de Freddie> Foi um grande desafio todas as noites para ganhar os fãs de Queen que ainda estavam céticos.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Sandra Saez
Fontes: @Jadelle1, Sveriges Radio e Adam Lambert Media



Adam Lambert é entrevistado por Maxwells House do Saturday Night Online – 30/05

By in junho 4, 2015 • Filed in: Áudio, Entrevista, Fotos

No último sábado (30/05) Adam Lambert também foi entrevistado por Maxwells House do Saturday Night Online. Confira:

A entrevista começa perguntando como se sente com a antecipação de um novo álbum prestes a ser lançado, ele diz que está feliz e que a espera terminou, e que ter estado em turnê com Queen ajudou muito na criação do álbum, fez ficar mais confiante em seu trabalho.

Também perguntou se fazendo uma turnê com Queen desafiou a criatividade ou o alcance vocal para criar o álbum, e responde que sim e também o fez recordar o porque ele adora ser um cantor.

Continua perguntando se algum dia ele gostaria de alcançar seu “original high”, e diz que às vezes sim, como uma nostalgia, recordando certos momentos.

Continua perguntando se acha difícil ser tão aberto e vulnerável o tempo todo, diz que não, ele gosta de ser assim, o que é difícil é como expressar bem, e como transmitir essa vulnerabilidade nas canções que possa conectar com o público.

Pergunta se vai ter álbum em vinil, e diz acha que sim. Também pergunta se ele pensa como as músicas vão ser ao vivo, no passado sim ele diz, mas com este álbum foi diferente, só agora está vendo como vai ser ao vivo, ele queria estar focado nas gravações das músicas e como vai soar escutando-as.

Agora tem algumas perguntas de fãs do twitter. Uma fã pergunta se ele coleciona discos de vinil, diz que tem uma pequena coleção, mas não tem um toca-discos pra tocar. Outra fã pergunta quantos sapatos e botas ele tem, reponde que tem um armário cheio de sapatos, mas que já quase não tem espaço para mais.

O DJ pergunta se ele pode sair às compras normalmente, diz que faz muita coisas normalmente, mas quando saiu do American Idol foi um pouco mais difícil, se sentia oprimido com tudo, mas agora não se sente mais assim.

Outra pergunta de um fã, quem é Lucy [nome de umas músicas do novo álbum]… Ele responde que é uma garota que é fictícia mas que é rebelde, que foge de casa, e quer aventuras. Outra pergunta de fã, qual é o quarto predileto e porque, e Adam responde que seria o quarto onde está a TV onde pode ver os programas que gosta, e poder relaxar.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Sandra Saez
Fontes: @hooplamagnet, Saturday Night Online, Adam Lambert Media e saturdaynightonline



Adam Lambert fala sobre trabalhar com Tove Lo

By in junho 3, 2015 • Filed in: Áudio, Entrevista, Rádio

Conforme já publicamos, Adam Lambert teve a colaboração da cantora e compositora sueca Tove Lo na música “Rumors”, presente no seu novo álbum, “The Original High”:

Adam já confessou que desde a primeira vez que se conheceram em estúdio, se entenderam de imediato como músicos, mas só quando, mais tarde, foram jantar é que percebeu o quão engraçada e humilde ela é: “Nos sentamos, bebemos uns copos de vinhos e falamos sobre relacionamentos, vida e música. Isso foi antes de ‘Habits’ se tornar um grande êxito, por isso foi muito bom ver o sucesso que ela alcançou.”

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Kady Freilitz
Fontes: Adam Lambert TV e Rádio 102.7 KIIS FM



Jesse Lozano & Delana Bennett entrevistam Adam Lambert nos estúdios da Rádio Star 94.1 FM de San Diego – 05/05

By in junho 3, 2015 • Filed in: Áudio, Entrevista, Fotos, Rádio

Já publicamos aqui e aqui a entrevista & Happy Hour de Adam Lambert com a Rádio Star 94.1 FM realizado no Restaurante Bali Hai em San Diego (CA/EUA) em 05.05. Neste dia, Adam também este nos estúdios da Rádio, conversando com Jesse Lozano e novamente com a Dellana Bennett. Confira como foi a entrevista:

Jesse: Temos o Adam Lambert em estúdio!

Delana: É bom te ver outra vez!

Jesse: Você passou algum tempo na cidade, na noite passada, visitando alguns velhos amigos, porque você é de San Diego.

Adam: Sim, foi muito bom, na verdade. Foi como uma grande reunião.

Jesse: Posso te perguntar… Eu vivi em LA durante 5 anos, e voltar, já aqui estou há alguns anos, e parece que ainda estou tentando conhecer todas as coisas que mudaram em San Diego…

Adam: Muda muito depressa, é verdade.

Jesse: Quando vamos ao centro da cidade, ou a outro local parecido… Você está sempre ocupado, quando volta para casa não se pergunta que lugar é este?

Adam: O centro mudou do dia para a noite, tem estado cada vez mais limpo.

Delana: Há uns novos restaurantes, os chefs estão todos a vir para cá, está mesmo crescendo.

Adam: E está limpo… Fantástico. Me lembro de que quando era garoto era muito mais pobre.

Jesse: A única coisa que lá havia era uma fábrica de espaguete. Era a única razão para ir ao centro.

Adam: Me lembro dela. Quando garoto, fazia teatro no centro.

Jesse: Você passa muito tempo em San Diego?

Adam: Não costumo vir assim tantas vezes, o que é uma pena. Mas o meu pai continua vir aqui, e eu vou visitá-lo às vezes. Costuma vir mais vezes.

Delana: E a tua mãe?

Adam: A minha mãe está em Orange County.

Delana: Vimos sua mãe contigo na Revista People. Ela é tão bonita.

Adam: Nos divertimos tanto nessa sessão fotográfica. Nos puseram a fazer “braço de ferro”, em certa hora.

Delana: Ela disse que ficava admirada por você sempre lhe responder quando ela te envia uma mensagem. Estavam todos admirados com isso, é a tua mãe.

Adam: Sim, tem prioridade.

Jesse: Me sinto mal, pois às vezes não sou bem sucedido nessa parte da minha vida. Não contato com a minha mãe sempre que posso… Me fizesse sentir como se devesse.

Adam: Meu, está no mesmo fuso horário?

Jesse: Estou. Os meus pais me criaram para ser muito independente, às vezes lhes digo que não me deviam ter criado de forma tão independente.

Delana: Tenho de te dizer que você tornou a minha vida muito ocupada esta semana, porque…

Jesse: Os teus fãs são fantásticos, meu.

Delana: Tenho cerca de 100 mensagens no Facebook dos Glamberts…

Adam: Oh, que queridos.

Delana: Querem te ver, conhecer e tudo mais. O que é que você acha que tem que faz com que as mulheres te adorem? Porque é que te querem tanto?

Adam: Não sei. Nem sequer sei. Não sei. Mas adoro os meus Glamberts, adoro-os tanto. E se não fosse por eles, não sei se haveria esta energia para continuar, quer dizer, eu tenho…

Jesse: Acho que tudo começou com o Adam no Idol pegando as músicas e a alterá-las. Pois, não houve ninguém que tivesse feito realmente isso e ao te vermos fazendo isso, sentíamos que você estava mudando a indústria, estava mudando o programa à nossa frente. Foi este amor fantástico e verdadeiro que as pessoas têm, baseado na tua criatividade.

Adam: Obrigado!

Jesse: A tua música “Ghost Town” é fantástica… O que é que significa esta faixa para você? Pois demorou algum tempo a sair.

Adam: É, definitivamente, algo diferente. Escolhemos esta como single porque era a mais progressiva e me conhecem, não gosto de fazer nada que seja óbvio, gosto de arriscar. Falasse do Idol acima, e é, de certa forma, a junção de dois estilos diferentes. Um som vintage house e depois algo folk pop. E o assovio. Quando acabamos dissemos que era especial porque não soava igual a nada. Foi muito entusiasmante.

Jesse: Você tem esse sentimento em estúdio, pois pensa tão criativamente, há momentos em que você diz que quer tentar isto aqui, aquilo ali, mas aquilo que experimentamos ali funcionou mesmo.

Adam: É interessante porque “Ghost Town” foi, primeiramente, gravada como uma faixa completamente diferente. O instrumental era totalmente diferente. Depois nos sentamos com a primeira demo feita e todos concordamos que a parte vocal estava excelente, a letra também, mas achamos que a batida e a produção podiam ser algo diferente. Estávamos todos ali sentados tentando perceber o que mudar e eu disse: “Max… (Max Martin, que é um gênio, e o Olly, o tipo da bateria,) quero fazer algo mais na onda do (que é feito no) Reino Unido, da vibe dos anos 90″. E eles: “ah, você quer ir por aí”. Eles ficaram: “Está bem, podemos fazer isso.” Duas semanas depois me enviaram uma versão e eu fiquei assoberbado. Não estava à espera daquilo. Estou muito contente com a mudança.

Jesse: É uma grande música de momento. Todos a tocam e é uma loucura, porque já se pode fazer a reserva do álbum. É a melhor promoção de sempre. Você tem uma canção de sucesso. 16 de Junho, “The Original High” sai. Como é que você escolheu o nome para o álbum?

Adam: É na verdade, uma das faixas no álbum. É a segunda faixa e foi a primeira música a ser escrita para este projeto. Acabei deixando a minha antiga gravadora e, entretanto, antes de ter um novo contrato, andei trabalhando com um grupo de diferentes produtores por LA, entre eles um chamado Axident e outro John e escrevemos esta música. Fiquei muito contente com a forma como ficou e de como transmitia o que se estava a dizer. Levei essa música ao Max e ao Shellback no meu primeiro encontro com eles, lhes disse que era nisto que andava trabalhando. Eles adoraram e adoraram o som, para mim, é algo diferente, faz sentir que se está num lugar diferente, desde a última vez que estivemos juntos. Para quem não sabe, foi o Max quem produziu “Whataya Want From Me”.

Jesse: É muito nervosismo para você? Você é um artista, por isso tudo é subjetivo quando você quer a opinião de alguém, provavelmente. Você se sente nervoso ao se sentar com o Max, um dos grandes nomes desta indústria, e esperar que ele goste da música? Ou há confiança por trás, esta é uma música que você quer mesmo no teu álbum…

Adam: Me sentia confiante em relação a ela e fiquei contente por ele sentir o mesmo que eu. Mas o que há com o Max é que por causa dele ter tanta experiência, por ser o mais simpático… ele é tão humilde e sem ego. Por isso, é muito fácil trabalhar com ele e eu confio nele. Ele me diz muito calmamente que deve ser doutra forma e eu aceito. Não discuto com eles. Ele sabe o que faz.

Jesse: É bom ter conselhos assim.

Delana: E o vídeo? É magnífico. É como uma sessão fotográfica de modelos. Não sei como descrevê-lo… É assombrado, deslumbrante, lindo, e você está lindo nele, é excelente.

Adam: Obrigado! Eu andei falando com o Hype Williams durante algum tempo sobre fazermos algo e esta música parecia ser o mais acertado. Peguei no telefone e lhe disse: “quero que seja em preto e branco, quero que pareça simples, como um filme de moda e vintage de certa forma, como um vídeo dos anos 90. Simples e forte.” Queria um grupo de pessoas diferentes, de origens diferentes, estilos diferentes, pessoas que mostrassem moda, modelos… E o que não parava de dizer sobre os modelos era que queria modelos sem vida, assombradas, cidades fantasmas, vazias por dentro. E trouxe muitas pessoas minhas amigas, os dançarinos… Foi uma colaboração. Foi muito divertido. (Hype Williams) é uma lenda.

Jesse: Quando ele aparecia, perguntava o que é que tinha para ele, pois devia ter se lembrado de alguma coisa.

Adam: Foi engraçado, pois quando começamos, ele não me deu me deu muitas instruções específicas. E eu lhe perguntava o que é que queria que eu fizesse, e ele dizia para eu fazer simplesmente.

Jesse: Adoramos o artigo da People e é óbvio que o Dia das Mães se aproxima. Sou pai de dois filhos. No Dia dos Pais… Eu acho que os meus filhos me celebram todos os dias, porque são bons para mim e eu adoro a vida. Eu adorava de, no Dia dos Pais, talvez, tirar um dia de folga. E ir fazer o que tenho a fazer.

Adam: Devia…

Jesse: Que tipo de mãe é a tua? É do tipo que quer passar tempo contigo no Dia das Mães ou precisa de uma pausa para fazer as coisas dela?

Adam: Acho que quando éramos crianças, o meu irmão e eu, poderíamos lhe dar uma pausa no Dia das Mães, mas agora um bom lanche é sempre agradável no Dia das Mães, um momento no spa, mimos. Muitos me perguntam porque é que os Glamberts… talvez por ser muito ligado com a minha mãe, se duvidar é isso que eles veem. Adoro a minha mãe, sabe. Acho que é isso, não sei.

Jesse: Você passa a ideia de ser tão acessível, saber que é um menino da mamãe, não é? Eu também sou. Na última vez que você tocou na feira, a minha professora do 5º ano, Mrs. Bloomfield… Imagina a tua professora do 5º ano te escrevendo uma carta: “Olá, Adam! Já não falo contigo desde o 5º ano, ouvi dizer que você tinha um CD…” blá, blá, blá. (A minha) me enviou esta carta dizendo que sabia que ia fazer alguma coisa da minha vida, nunca pensou que fosse estar na rádio e estava com lágrimas nos olhos lendo e mesmo no fim “mas já agora, estou aposentada e passo muito tempo a apaixonar-me por bons programas de TV e o meu preferido é o Idol. Pode me apresentar ao Adam Lambert?

Adam: Ahah, e é essa a reviravolta. Foi por isto que você me escreveu?

Jesse: Ah, eu manipulei… e ela está aqui para te conhecer, é a primeira da lista.

Adam: Olha que bom!

Jesse: É fantástico, meu! Obrigado por ter vindo.

Adam: É muito bom voltar pra casa. É bom voltar à nossa cidade. Obrigado!

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Kady Freilitz
Fontes: Rádio Star 94.1 FM (1), Rádio Star 94.1 FM (2) e jesselozano



Versões “Instrumental” e “A Capella” de “Ghost Town” by DJ MS Project

By in junho 2, 2015 • Filed in: Áudio, Single

O DJ MS Project trabalhou em duas versões da música “Ghost Town”: a capella (somente a parte vocal) e instrumental (sem os vocais). Confira a seguir como ficaram as versões:

Para fazer os dowloads das versões acima clique nos links: A Capella | Instrumental

Autoria do Post: Josy Loos
Fontes: MS Project Sound (1) e MS Project Sound (2)



Tradução de “Evil In The Night”

By in maio 31, 2015 • Filed in: Áudio, Letras, Música

EVIL IN THE NIGHT [O Mal Durante A Noite]
Shelbback, Ali Payami, Brandon Lowry (Sterling Fox), Oscar Holter, Savan Kotecha, Adam Lambert

Minha vida passou diante dos meus olhos
Lábios de lâmina de barbear e punhais saem dos seus olhos
Querido, seu amor é um crime
Você é um perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Minha vida passou diante dos meus olhos
Bombas sobre a Broadway, fogo no céu
Querido, seu amor é um crime
Perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Bombas sobre a Broadway, e fogo no céu

(Ei!)
Você ilumina como uma lua cheia
Sim, eu ouvi que você era o pior da rua
(Ei!)
Você trabalha como se não houvessem regras
Pequeno criminoso, eu vou chamar a polícia

Mantenha-me em uma coleira esta noite
Não há lugar para me esconder
Vejo você do outro lado

Minha vida passou diante dos meus olhos
Lábios de lâmina de barbear e punhais saem dos seus olhos
Querido, seu amor é um crime
Você é um perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Minha vida passou diante dos meus olhos
Bombas sobre a Broadway, fogo no céu
Querido, seu amor é um crime
Perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Bombas sobre a Broadway, e fogo no céu

(Ei!)
Eu posso dizer que seu coração é frio
Como um anjo caído caminhando em seu sono
(Ei!)
Acho que você é apenas uma alma perdida
Mas quando a lua sai, você se transforma em uma besta

Mantenha-me em uma coleira esta noite
Não há lugar para me esconder
Vejo você do outro lado

Minha vida passou diante dos meus olhos
Lábios de lâmina de barbear e punhais saem dos seus olhos
Querido, seu amor é um crime
Você é um perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Minha vida passou diante dos meus olhos
Bombas sobre a Broadway, fogo no céu
Querido, seu amor é um crime
Perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Perigo durante o dia, mas você é o mal durante a noite
Bombas sobre a Broadway, e fogo no céu

Bombas sobre a Broadway, e fogo no céu

Ouça aqui a música e aqui confira a letra original em inglês.

Autoria do Post: Josy Loos
Tradução: Mônica Smitte